Autosofia: o segredo da plenitude

João Gonsalves

..
..
Como encontrar mais equilíbrio observando os hábitos e pensamentos nocivos que são criados no dia a dia
..

É importante reconhecer a autonomia que cada indivíduo possui e a responsabilidade pela criação não só do próprio sucesso, mas também do próprio fracasso, seja na vida afetiva, no campo financeiro, na felicidade ou na saúde.

Segundo João Gonsalves, escritor, terapeuta transpessoal e pesquisador, “as atitudes cotidianas e a maneira negativa de pensar contribuem diretamente para uma vida mais pesada, cheia de medos e angústias. Se uma pessoa só tiver atitudes e pensamentos negativos, os reflexos também serão negativos. É importante que a pessoa tente se conhecer para entender o que a está levando a uma situação de crise, para encontrar maneiras de reverter esse processo”, explica.

Por conta disso, João lançou a obra “Quem é Você? Eu te ajudo a se lembrar”, na 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, pela Madras Editora. O livro apresenta o caminho do autor em busca do autoconhecimento. Segundo ele, por muito tempo buscou entender como as coisas acontecem e porque acontecem, se perguntando quem decide o seu destino ou o que poderia ser do futuro.

Por meio de sua jornada, João relata que “podemos ter o conhecimento que queremos desde que o busquemos”. Nele, o autor revela a busca de um homem que descobriu um caminho e o denominou de Autosofia: uma técnica poderosa e inovadora de acesso ao autoconhecimento. “Por meio dela, pode-se compreender qual é a autonomia de cada um e o quanto isso influencia em nosso sucesso de vida ou não”, alerta João. “As respostas alcançadas por meio da Autosofia podem nos levar a entender a origem de nossas experiências e provocar transformações profundas na nossa estrutura psicobiológica”, finaliza ele.

Serviço: João Gonsalves

About the author: João Gonsalves

João Gonsalves
João Gonsalves é escritor ( do livro "Quem é você? Eu te ajudo a se lembrar") , terapeuta de autoconhecimento e pesquisador. Inventor da Autosofia

Deixe uma resposta